Projeto Audiências Online concorre ao Prêmio Innovare

Projeto Audiências Online concorre ao Prêmio Innovare

Mais uma vez, um integrante da magistratura de Mato Grosso do Sul está concorrendo ao prêmio Innovare e alguns consultores estarão na Capital nesta sexta-feira (21) para avaliar o projeto pioneiro no país do juiz José de Andrade Neto, juiz auxiliar da Capital que atua na 14ª Vara Cível.

Inscrito na categoria juiz, o Projeto Audiências Online foi lançado no dia 9 de agosto de 2016 e desde então vem sendo propagado pelas unidades da federação pelos próprios usuários da plataforma. Dados apontam que até o mês de julho de 2017 – menos de um ano do lançamento – já são 46.974 usuários inscritos e desse total 80% são estudantes e 20% profissionais do direito.

O portal do Projeto Audiências Online já recebeu mais de 82 mil visitantes únicos – aqueles que o Google considera novo no primeiro acesso -, e suas páginas já foram visualizadas mais de 2.757.000 vezes. Em média, cada usuário que visita a página do projeto navega por ela por cerca de 13 minutos e 16 segundos.

Ressalte-se que, em velocidade inimaginável, a notícia da divulgação das audiências ganhou os bancos acadêmicos e milhares de estudantes passaram a se inscrever no projeto e a assistir, diariamente, todas as audiências disponibilizadas, além de emitir os certificados pela participação.

Questionado sobre o que espera com a visita dos consultores que avaliam as propostas par o Innovare, com simplicidade José Andrade contou que a expectativa em participar do prêmio é que mais pessoas conheçam essa ferramenta de aprendizagem.

“Temos atualmente a participação de 49.974 usuários de todos os estados do Brasil e, inclusive, de outros países. Sabemos que algumas pessoas preferem assistir às audiências de maneira presencial, mas a ideia não é substituir essa forma de aquisição de conhecimento, e sim auxiliar quem não tem disponibilidade para ir até o fórum acompanhar uma audiência”, explicou.

Funcionamento – O Projeto Audiências Online funciona de maneira simples. O juiz seleciona processos reais, de diversos ramos do direito (civil, penal, júri popular e trabalhista), para filmar as audiências realizadas nestes feitos – tudo com a devida autorização dos envolvidos.

Realizada a gravação, esta é inserida em um Ambiente Virtual de Aprendizagem, conhecido como AVA, vinculado ao site www.audienciasonline.com.br, juntamente com as principais peças do processo e um vídeo explicativo de todo o funcionamento do ato da audiência.

Após ler as peças do processo, assistir a audiência e participar do fórum de debates, o acadêmico submete-se a um teste previamente formatado, com questões relativas ao que aconteceu na audiência (ou no júri) que acabou de assistir, para que possa comprovar que, efetivamente, visualizou todas as peças e todos os vídeos.

Caso o acadêmico responda satisfatoriamente a pelo menos quatro das cinco questões propostas, o sistema, automaticamente, autoriza a impressão de um certificado, para que o mesmo possa ser apresentado à universidade.

Desde sua criação, o Projeto Audiências Online já emitiu 205.410 certificados, atestando a participação de acadêmicos e profissionais em audiências cíveis, criminais, trabalhistas e júri popular.

A nova proposta de audiências online ganhou também a adesão de advogados iniciantes, que viram no projeto uma oportunidade de adquirir experiência prática, adquirir a bagagem que somente o dia a dia das lides forenses permite acontecer.

Além de proporcionar a oportunidade de conhecer o mundo jurídico em sua prática, o Projeto Audiências Online tem ajudado a transformar a vida e o futuro de milhares de pessoas. E essas transformações têm sido narradas pelos próprios participantes, que já deixaram registrados mais de 1.400 depoimentos no portal.

Prêmio – O Prêmio Innovare visa o reconhecimento e a disseminação de práticas transformadoras que contribuam para a eficiência, criatividade, desburocratização e a agilidade dos serviços do Poder Judiciário.

Após a premiação, o Innovare divulgará essa “revolução silenciosa” da justiça brasileira e apresentar seus protagonistas: magistrados, promotores, defensores públicos e advogados que empenham o melhor de seu conhecimento e de sua energia para tornar o Brasil um país melhor.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *